Um dia EMAGRECEDOR (low carb) na dieta paleolítica (dieta paleo)

Dieta Paleolítica com foco em emagrecimento

Paleo + Low carb: um dia, na prática!

equilibrio emagrecimento na Dieta PaleoMuitas pessoas têm se interessado por este estilo de vida e pela dieta paleolítica (dieta paleo). As comunidades virtuais estão crescendo. Reportagens estão chegando à TV aberta. Diretrizes nutricionais oficiais sendo revistas! Tenho recebido muitas mensagens em busca de conhecimento sobre paleo low carb (para acelerar o emagrecimento)!

Antes de buscar por cardápio (pratos, refeições, receitas) para emagrecer, é interessante conhecer os fundamentos da dieta paleolítica (primal ou paleo) ou mesmo low carb. Caso não conheça estes princípios e queira começar por eles: base teórica da dieta paleo. Senão, clique aqui para pular direto para a parte 4 (prática e as refeições low carb e paleo).

Organização deste artigo:

As seções 1 a 3 do artigo explicam por que, para emagrecer, devemos usar dieta paleolítica em uma variação com um cardápio low carb – LCHF, ou seja, com restrição de carboidratos e não de gorduras (útil principalmente se você veio direto para este artigo e ainda não leu postagens anteriores).

Na seção 4, compartilho dicas de como seguir um dia de refeições low carb que realmente emagrecem de maneira rápida e extremamente saudável. É um cardápio mais prático e pessoal, mas que pode ajudar bastante a entender o estilo low carb.  Caso já conheça a base teórica, sugiro que clique e vá direto para a prática (cardápio): seção 4.

Este artigo trata de uma abordagem nutricional bastante eficiente para emagrecimento, baseada na melhor ciência nutricional atual, que foi capaz de me salvar, em menos de 3 meses, da obesidade, hipertensão e pré-diabetes, aos 36 anos (o que me motivou a criar o blog). Para saber como foi esta minha jornada, acesse:


Obeso, hipertenso e pré-diabético aos 36 anos… Clique aqui e leia sobre como a dieta low carb com jejum intermitente me tiraram dessa situação, em apenas 3 meses, em que perdi mais de 20 kg.

 1. DIETA PALEOLÍTICA: EMAGRECER COMENDO BEM

Sabemos que, exceto em um pequeno grupo de pessoas privilegiadas pela genética, a alimentação tradicional, com carboidratos de grãos na base da pirâmide e consumo deliberado de alimentos industrializados não beneficia ninguém. Muito pelo contrário!

A gordura visceral (região interna da barriga) é a primeira a ser queimada com dieta low carb e paleolítica
A gordura visceral (região interna da barriga) é a primeira a ser queimada com dieta low carb e paleolítica

O sintoma mais comum é o aumento de peso (obesidade e o sobrepeso). Dieta Paleolítica não foi “projetada” exatamente para combater a obesidade. Ganho de peso não é causa, é sintoma. É sinal de que o seu organismo não está em equilíbrio funcional. Alimentação natural (paleo) emagrece muito as pessoas que têm peso a perder.

Pessoas magras também se beneficiam muito da dieta paleolítica. Mas este artigo, especificamente, é dedicado aos obesos ou a quem está acima do peso. Me desculpem os demais, que praticam a dieta para manter a saúde e disposição nos níveis máximos.

Equilíbrio funcional, energia e disposição. Indo além do emagrecimento com low carb.
Equilíbrio funcional, energia e disposição. Indo além do emagrecimento com low carb.

Um organismo nutrido adequadamente apresenta equilíbrio em suas regulações hormonais (apetite, queima e armazenamento de gordura, compulsões alimentares, disposição, etc). Um organismo assim dificilmente apresenta problemas funcionais. É uma “máquina” perfeita e eficiente! Não armazena gordura sem motivo, não apresenta compulsões e vontades incontroláveis de comer a cada 2 ou 3 horas. Se é magro, não engoda. Se é gordo, emagrece. Se comeu demais, ele descarta o excesso. Se faltam nutrientes, vem a fome na hora certa.

Estamos buscando, então, este equilíbrio hormonal. Consequentemente, você, que está acima do peso, se beneficiará bastante dessas dicas que seguem abaixo, pois elas irão colocar o seu organismo, rapidamente, no “estado de queima” de gordura.

Para quem quer aplicar rápido paleo e low carb

Uma opção para aplicar tudo isso de maneira prática, passo a passo, é através de um programa low carb baseado em alimentos paleo e jejum Intermitente. Eu fiz uma Avaliação completa do Código Emagrecer de Vez, que é o programa que mais tem saído na mídia com este foco. CLIQUE AQUI para ler minha opinião e decidir se vale a pena pra você.

2. LOW CARB: PONTO CHAVE PARA COMEÇAR EMAGRECER COM DIETA PALEOLÍTICA!

O foco deste artigo é ajudar quem está acima do peso ideal e quer perder o excesso o mais rapidamente possível, de uma maneira saudável. Antes de começar exatamente a mostrar um dia de refeições emagrecedoras na dieta paleolítica (cardápio na seção 4), peço que não se assuste e leia até o final, pois pode ser que haja conflitos fortes com o que você já aprendeu sobre “boa” alimentação.

Caso você já esteja no peso ideal, há várias maneiras de conduzir um cardápio para dieta paleolítica. São possíveis variações que dependem do objetivo de cada um. Se você quer conhecer as variações antes de continuar com o artigo, leia a segunda parte deste artigo: DIETA PALEOLÍTICA: PRINCÍPIOS E PRÁTICA.

Carboidratos no cardápio para emagrecimento: evitar a armadilha da insulina

Você já deve ter percebido que as variações mais eficientes para emagrecimento rápido são as que restringem carboidratos (low carb). POR QUE LOW CARB? Ou seja, quer saber mais sobre por que deve reduzir drasticamente a quantidade de carboidratos ingerida, ou como funciona a questão dos picos de insulina (“modo de engorda”)? Acesse abaixo (e depois retorne aqui, ok?):

Artigo: POR QUE REDUZIR CARBOIDRATOS? ARMADILHA DA INSULINA

Portanto, se você está obesa(o) ou com sobrepeso, busque um teto máximo de 50g de carboidratos/dia (este teto varia muito para cada organismo. O ideal é fazer testes em si próprio), lembrando que legumes, verduras e frutas contém carboidratos e a prioridade é toda para esses alimentos ricos em fibras. Se for consumir um vegetal com carga maior carboidratos, priorize os ricos em fibras (ex: cenoura, berinjela, chuchu). Se for consumir frutas, consuma no estado natural, de preferência frutas silvestres (com menor carga de açúcares). Não é útil contar calorias! Ao invés disso, contabilize gramas de carboidratos por dia. Falo sobre contar calorias neste artigo.

As dietas anteriores que provavelmente você já tentou não funcionavam, ou funcionavam por um tempo e você voltava a engordar, certo? Você sempre cortou carboidratos e gorduras (pois achava que gorduras, além de engordar, entupiriam suas veias). Eu sempre acreditei nisso e o efeito sanfona (engorda, emagrece, engorda mais, etc….) me acompanhou por meia vida! Então, o que é diferente na dieta paleolítica? É que não nos preocupamos com as gorduras naturais e isso faz toda a diferença!

3. CARDÁPIO LOW CARB CORTANDO GORDURA NÃO É A MELHOR ESTRATÉGIA PARA EMAGRECER SEM EFEITO-SANFONA

exemplo de gordura natural. A dieta paleolítica low carb não condena o consumo dessas gorduras
exemplo de gordura natural, não condenada pela dieta paleolítica low carb.

OK! você já conhece a base da dieta paleolítica (comer bichos e plantas evitando carboidratos processados, grãos e açúcares), está acima do peso e sabe que o ponto chave para emagrecer rápido é fazer low carb. Começamos bem! Agora, falta um detalhe:

É chato, ruim, sem graça e nada sustentável fazer low carb com medo de gorduras. Low Carb + Low Fat não funciona por muito tempo. As pessoas que realmente mudam definitivamente suas vidas e não voltam a engordar (efeito-sanfona) são as que praticam LCHF (Low Carb + High Fat).

Se esse é o primeiro artigo que lê sobre o assunto, pode ser que queira desistir dessa leitura agora e voltar para sua dieta antiga baseada em arroz integral e pãozinho 12 grãos com leite desnatado, além de lanches light a cada 3 horas. :D. Se essa é sua vontade, continue a leitura abaixo!

Rápidas verdades sobre gorduras no cardápio e emagrecimento:

  • Esta estratégia convencional não funciona por não ser sustentável e a maioria das pessoas que consegue perder peso voltam a engordar.
  • GORDURAS NATURAIS NÃO AUMENTAM RISCO CARDÍACO (NA VERDADE, DIMINUEM – Leia artigo com o link abaixo dessa lista, com diversas provas, se não consegue acreditar)
  • GORDURAS NÃO ELEVAM A GLICEMIA / INSULINA
  • GORDURAS SÃO SACIANTES
  • A GORDURA QUE VOCÊ COME NÃO SE TRANSFORMA EM GORDURA CORPORAL (os açúcares e amidos, sim!)
  • Se ainda tem medo de GORDURAS NATURAIS, ACESSE O LINK ABAIXO (e volte aqui para a parte prática):

Artigo: GORDURAS NATURAIS: NÃO TENHA MAIS MEDO

O bom uso das gorduras no cardápio

Pessoalmente, apesar de gostar de carnes gordas, eu não adiciono gordura aos alimentos e nem acho que você precise fazer isso. A refeição deve ser saborosa, prazerosa. O que recomendo é que pare de retirar as gorduras naturais que vêm com os alimentos, como a pele do frango, a gema do ovo ou a beirada da fatia da picanha, por exemplo. Deixe de evitar alimentos naturalmente ricos em gordura. O cardápio de uma alimentação paleolítica, naturalmente, não oferece opções ricas em carboidratos. E os que possuem carboidratos são ricos em fibras.

Se você puder comer carnes de animais criados soltos (que pastam), excelente! Se não puder, não se preocupe! Transcrevo uma frase recorrente do Dr. Souto: “O bom não pode ser inimigo do ótimo!”. A parte prática abaixo deixará isso mais claro para você…


4. DIETA PALEO – O QUE COMER (na prática: low carb para emagrecer)

4.1. CAFÉ DA MANHÃ PALEO LOW CARB

Café da manhã? Ovo é importante na Dieta Paleo! Veja este omelete.
Seu novo pão na Dieta Paleolítica: use ovos (ometetes e outras receitas).

Segunda-feira (toda dieta começa segunda-feira!), você acabou de acordar e, com certeza, teve um final de semana cheio de carboidratos. Naturalmente, e por conta disso, está com muita fome! Lembre-se: é raro sentir fome em uma dieta paleolítica LCHF (low carb consumindo gordura).

Esqueça qualquer tipo de pão feito com farinha de grãos (trigo, cevada, centeio, milho,…). Estas massas não existem mais! Nem tapioca, nem biscoitos, nem barrinhas de cereais, nem bolos. Esquecer tudo isso e saber substituir por opções melhores e não menos saborosas é o início da montagem do cardápio emagrecedor.

Importante substituir leites desnatados, iogurtes light sem gordura, margarinas, óleos vegetais industrializados (soja, canola, milho, girassol) por versões e opções naturais e integrais (com gorduras naturais).

Ovos no cardápio low carb

Se você gosta de ovos e omeletes, seu caminho será muito fácil. Várias massas podem ser feitas sem farinhas de grãos, usando ovos, castanhas, couve-flor ralada, coco ralado e outros alimentos de verdade como base no cardápio para emagrecer. No instagram, coloquei alguns pratos e receitas low carb que exemplificam bem o que comer no cardápio paleo para emagrecer.

Se não tiver tempo ou disposição para estudar alimentos, nutrientes e projetar seu próprio cardápio e estratégia low carb, sugiro que siga um programa passo a passo de emagrecimento. O importante é que o programa escolhido já seja exaustivamente testado e estruturado de forma que aplique low carb (e paleo) de forma fácil e natural. O Código Emagrecer de Vez é um bom exemplo, estruturado dentro das práticas que coloco ao longo deste artigo.

Veja exemplos de cafés da manhã:

wraps de presunto com queijo e/ou bacon
wraps de presunto com queijo e/ou bacon. Coloque o que gostar e mude sua rotina

muffins com ovos, bacon, ervas finas (e tem gente que acha que emagrecer é sacrifício).
muffins com ovos, bacon, ervas finas (e tem gente que acha que emagrecer é sacrifício).

belo prato! Serviria para um almoço. Como somos "das cavernas", pouco importa o horário para comer, rs
belo prato! Serviria para um almoço. Como somos “das cavernas”, pouco importa o horário para comer, rs

Veja essa pizza. A massa é feita com couve-flor ralada. No youtube você acha fácil como prepará-la
Veja essa pizza paleo. A massa é feita com couve-flor ralada. No youtube você acha fácil como prepará-la

café com manteiga (ou nata), castanhas, ovos, presunto, ... vale até um palmito junto.
café com manteiga (ou nata), castanhas, ovos, presunto, … vale até um palmito junto.

woopsies: simula um pão, com ovos e queijo cremoso como base. Low carb
woopsies: simula um pão, com ovos e queijo cremoso como base. Low carb!

Enfim, ovos, bacon, requeijões integrais (sem amidos), queijos gordos, vegetais, carnes do jantar do dia anterior (que ficou na geladeira), hambúrguer caseiro, manteiga de leite são boas opções. Algumas castanhas, moderadamente, também!

Não tem nada disso à disposição? Está em viagem? Abra pequenas exceções que não sejam tão saudáveis (paleo), mas que sejam low carb. (Ex: salsichas e embutidos). Quando mudei o rumo da minha saúde (em 2014), fiz um relato com imagens que ajudam entender paleo e low carb, o que comer para emagrecimento. Ele pode ajudar no seu entendimento sobre low carb e inspirar seus cardápios que realmente emagreçam rapidamente.

E as bebidas? É possível emagrecer com sucos no cardápio?

Opções de bebidas que fazem parte do meu dia a dia: Café (se precisar, inicie com adoçantes e vá reduzindo o uso com o tempo), Água, Água com gás, café com creme de leite (nata).

Beber leite não é uma boa opção na dieta paleolítica. Se não conseguir ficar sem leite, beba pouco, sempre os integrais (com nata!). Lembrando: Derivados de leite integrais (manteiga, queijo, natas, requeijão, etc) são boas opções low carb e ajudam bastante no seu cardápio para emagrecer.

Bebidas doces são outro vício que tende a desaparecer se você fizer tudo direitinho no primeiro mês. Com o tempo, irá querer água e só. Limão fatiado e gelo na água com gás fica bem refrescante.

Não se preocupar com horários de refeições

Lembre-se. Você só deve comer quando tiver vontade na dieta paleolítica. Após a ceto-adaptação ou a lipo-adaptação (que demora de 3 a 15 dias, geralmente), haverão vários dias em que você simplesmente não irá querer comer nada no café da manhã. Isso é normal e muito adequado ao seu objetivo. É sinal de que as coisas estão dando certo!

Uma prática bastante comum (e saudável) na paleo low carb é o Jejum Intermitente. Após as semanas iniciais, seu corpo estará otimizado ao uso de gordura como principal fonte de energia. Você conseguirá uma liberdade de decidir o que comer e quando comer. Sem fome, sem compulsões. Sobre isso, escrevi este artigo bem explicativo e também deixo um link de um podcast do Dr. Souto:

4.2. LANCHES INTERMEDIÁRIOS NA DIETA PALEOLÍTICA (?)

castanhas ao invés de bolachas e barrinhas - sobre o que comer para emagrecer com low carb e paleolítica
castanhas: boa opção  ao invés de “bolachinhas” na dieta paleolítica

Você já sabe que não há a menor necessidade, nem fome, nem vontade, para lanches de horas em horas na dieta paleolítica. Porém, nas primeiras semanas, até a adaptação e o re-equilíbrio dos hormônios ligados ao apetite e saciedade, pode ser que precise de pequenas ajudas.

Tenha em mãos porções das castanhas que você mais gostar, ou frutas silvestres com poucos carboidratos (morangos ou abacate são as que mais me ajudaram) e controle a ingestão diária de carboidratos.

4.3. O ALMOÇO NA DIETA PALEOLÍTICA LOW CARB

Lasanha de berinjela com ovos e salada: sobre o que comer da dieta paleo
Almoço com abobrinha e berinjela, recheadas com carne moída (com gordura), ovos com molho de tomate, salada.

Sempre fiz do almoço a minha principal refeição. Não vi motivos para mudar isso com a nova dieta. Fazendo assim, esta será a refeição de melhor nutrição e contribuição para o re-estabelecimento da sua saúde e equilíbrio funcional. É hora de abusar das verduras. Calma. Você vai achar opções que te agradem. Tenho certeza!

Alerta: Não é uma “dieta de proteína”. O ponto chave não é buscar uma super porção de proteína a todo custo e sim deixar de lado o arroz com feijão ou outros grãos e massas de farinhas de grãos, ricos em amidos (que descarregam açúcar no seu sangue e provocam os picos de insulina), e substituí-los por opções cheias de nutrientes.

Veja bem, não vejo o arroz e o feijão como os grandes vilões, mas, nesse momento, eles não te ajudarão em nada a perder o peso e as compulsões que precisa. Não é à toa que estão fora da dieta paleolítica.

Primeiramente: tire do cardápio o macarrão, arroz, feijão, soja, milho e outros itens carregados de carboidratos vazios de nutrição.

Evitar grãos/cereais e substituir pelas verduras:

Agora é hora de buscar verduras que você goste, preparadas de algum jeito que agrade ao seu paladar. No meu caso, meu novo arroz-feijão foram couve-flor, brócolis, repolho, chuchu, acelga, pepino, tomates, etc (repare que são vegetais mais “massudos”, consistentes mesmo). Se preciso, prepare com temperos, ervas finas, manteiga de leite, azeite. Refogue, ou frite, ou cozinhe, ou coma cru, se assim gostar. Alguns possuem uma certa carga de carboidratos, mas, por serem muito ricos em fibras, não afetam o emagrecimento.

Além desses, digamos, vegetais consistentes, abuse das folhas. Rúcula, Agrião, couve, alface, acelga, espinafre, repolho, mostarda (a folha), escarola. São muitas opções. Você vai conseguir encaixá-las nas refeições. Acrescente sal, azeite extra-virgem, manteiga, ervas e temperos que aprecie. (podcast: sobre consumo de sal, aqui)

Lembrete: Nunca use óleos vegetais de sementes (industrializados). Já falamos sobre isso e não quero deixar o artigo mais longo ainda. Óleo de coco, banha de porco, e manteiga de leite são boas opções para cozinhar ou fritar na dieta paleolítica.

Clique aqui para conhecer um programa passo a passo de emagrecimento orientado pelas práticas LCHF (Low carb, High Fat)

Veja só exemplos (fotos) de alguns almoços:

Exemplo de almoço paleo
Exemplo de almoço na Dieta paleo. Brócolis, couve-flor (parece arroz heim, rs). Só achei a carne magra e muito passada.

Lasanha de berinjela com ovos e salada
Vou até repetir a foto alí de cima.

Este está completo! Costelinha suina, salada picada (tomate, pepino, repolho roxo, hortelã), brócolis, couve-flor, ovos com molho de tomate
Este está completo! Costelinha suina, salada picada (tomate, pepino, repolho roxo, hortelã), brócolis, couve-flor, ovos com molho de tomate.

4.4. O JANTAR NA DIETA PALEOLÍTICA LOW CARB

A palavra chave é VONTADE. Se você já se habituou ao estilo paleolítico (à Dieta Paleo), sabe que, se tiver vontade, coma (na hora que tiver a vontade). E coma O QUE tiver vontade, dentro do nosso cardápio, até ficar satisfeito!

Portanto, tudo o que leu acima sobre almoço ou mesmo café da manhã, vale para a noite. Gosto muito de opções como essas abaixo e costumo comer pouco antes de dormir (por volta de 23h):

"X-tudo sem pão": aí vai ovo, queijo, bacon, hambúrguer caseiro, saladas, cebola e o que mais gostar no cardápio paleo LCHF
“X-tudo sem pão”: aí vai ovo, queijo, bacon, hambúrguer caseiro, saladas, cebola e o que mais gostar no cardápio paleo LCHF

Fígado frito com cebola, pimentão, tomate, ou com o que você gostar. Densidade nutricional absurdamente alta.
Fígado frito com cebola, pimentão, tomate, ou com o que você gostar. Densidade nutricional absurdamente alta.

Irmão mais "preguiçoso" do X-tudo anterior
Irmão mais “preguiçoso” do X-tudo anterior

5. PRECISA EMAGRECER E QUER UMA ESTRATÉGIA PALEO LOW CARB JÁ PRONTA E CONSOLIDADA?

Programa de emagrecimento passo a passo:

O Código Emagrecer de Vez é um programa passo a passo, com total afinidade com o tipo de alimentação que pregamos aqui no blog, estruturado em 3 etapas para emagrecimento rápido. Clique na imagem abaixo para conhecer:

codigoEDV2

Obeso, hipertenso e pré-diabético aos 36 anos… Era como eu estava antes de iniciar, por acaso, uma jornada que me levou a uma estratégia diferente e muito eficiente para perder peso… Saiba como foi:


Obeso, hipertenso e pré-diabético aos 36 anos… Clique aqui e leia sobre como a dieta low carb com jejum intermitente me tiraram dessa situação, em apenas 3 meses, em que perdi mais de 20 kg.

Ah… Não deixe de me dar um retorno no e-mail da página de contato sobre o seu resultado!

Afinal, é o que nos motiva a escrever e difundir esse estilo de vida através do blog.

Saúde!

Abraços,

Márcio Balian
Criador e editor do saudeprimal.com.br


Obs: Não é necessário ser profissional de saúde para lhe estimular a comer comida de verdade e natural, base da dieta paleolítica – sem processamento. Afinal, quanto mais próximo daquilo que a natureza nos entrega, mais conectado ao modo de vida paleo. Mas, se você possui algum sintoma da síndrome metabólica ou queira buscar um profissional (médico ou nutricionista), sugiro que opte por profissionais também conectados ao que nós divulgamos por aqui. São diversos, espalhados por todo o brasil: Veja só esta lista de profissionais de saúde paleo low carb, iniciativa do excelente Dr. José Carlos Souto.

48 Comentários



  1. Parabéns pelo artigo! Eu já estou a alguns anos buscando a formula para emagrecer, já tentei dieta, remédios e tudo que possa imaginas, mas nunca tive resultados…seguindo as suas dicas e fazendo tudo certinho agora posso me sentir realizada!
    Obrigada
    Beijoos

    Responder

  2. Boa noite,

    Temos que ter determinação para conseguir realizar nossos planos. De outra forma fica difícil.

    Responder

    1. Olá Ramom!
      Determinação pode até ser importante, mas te garanto: destruir os mitos facilita demais! Principalmente sobre gordura fazer mal, comer de 3 em 3 horas, e outras bobagens que a gente vê na mídia.
      Isso foi decisivo para que a dieta ficasse viável e sustentável a longo prazo.
      Abraço e boa sorte!

      Responder
  3. Clarissa

    Olá, estou apaixonada por esse estilo de vida, estou fazendo a LCHF por 12 dias seguindo à risca a dieta, 5% CH, 75% Lip, 20% PTN, VET 1200kcal/dia. Faço JI de 16h diariamente, não tenho vontade de doces e pães, e até meu amado café perdeu a graça (amém!). Mas….eu não emagreço! Socorro! Perdi no máximo 2kg pela média de peso semanal! E os relatos são de perdas sempre superiores a 4kg em períodos bem menores. O q pode estar acontecendo??? Tenho P:68,00kg A: 1,64m.

    Parabéns pelo site, maravilhoso! Comecei fazendo p perda de peso mas….já não me sinto bem ao ver outros ao redor comendo arroz e feijão, e muito menos ir à padaria! Kkk, os carros estão me dando náuseas!
    Obrigada!!!!!!

    Responder

    1. Olá Clarissa!
      Depende muito de cada organismo. Algumas pessoas já próximas do peso ideal (para o corpo, não para a cabeça, rs) levam bem mais tempo. Outras, principalmente que fazem musculação e HIIT, consumindo mais proteína, ganham massa magra e perdem gordura. Isso faz com que o reflexo venha mais nas medidas do que na balança. Mas, de qualquer forma, a qualidade de vida e saúde agradecem!
      Obrigado por visitar o blog!

      Responder
  4. Aparecida

    Goastei muiiito da matéria, estou no meu segundo dia, vou vencer….

    Responder

    1. Legal que tenha gostado, Aparecida!
      Vai vencer sim! Depois das 2 ou 3 semanas iniciais, a compulsão reduz muito e fica bem mais fácil! Aguente firme!
      Daqui a algumas semanas, coloque seu resultado aqui!
      Boa sorte!

      Responder

  5. Vilma schuindt

    Parabéns pelo artigo, já comecei.. Preciso eliminar 30 kilos.
    Penso que está dieta e o que sempre procurei ,

    Responder
  6. Andresa

    Faz 3 semanas que comecei já pedi 5 kilos mas gosto muito de creme de leite com morango como umas 3 ou 4 vezes por semana será que pode barrar o meu emagrecimento.

    Responder

    1. Olá Andresa… Em geral não atrapalha emagrecer se você não adoçar e usar creme de leite sem carbs (com o máximo de gordura).
      Obrigado pela visita

      Responder
  7. carina sanches

    Excelente explicaçao sobre o universo paleo, parabens pela pagina, me ajudou muito, sempre que tenho uma duvida corro pra ca !!!! #paleo

    Responder
  8. Kézia Kristine

    Olá, acabei de saber sobre essa dieta por uma blogueira de moda muito famosa e me chamou atenção. Minha porcentagem de gordura está muito alta (39%), posso fazer essa dieta mesmo com a porcentagem tão alta? É meio estranho ver que pra perder gordura eu tenho que aumentar a ingestão de gordura 😀 Preciso de segurança antes de começar a fazer, to achando um pouco estranho kkk

    Responder

    1. Sim Kézia!
      Por mais que possa parecer estranho, não faltam bases científicas que relacionam o aumento da gordura corporal à ingestão de carboidratos, e não da gordura.
      Vale a pena se aprofundar! Bom proveito!

      Responder


    1. Oi Ramiro…
      Eu uso Água com Gás… com limão e gelo, rs… Água nunca é o problema, rs… Há teorias de que atrapalha o PH ideal da digestão… mas até o momento, não conheço nenhum estudo relevante… nenhum caso em que tenha atrapalhado. Abraço!

      Responder
  9. Angela Perez

    Olá estou pensando em começar esta dieta tenho aproximadamente 25kg para eliminar, porem temho uma dúvida, diabéticos podem seguir a paleo LCHF?

    Responder

    1. Olá Angela!
      Muita gente já reverteu/controlou diabetes tipo 2 com dieta low carb e nem precisa mais de insulina. Leia este post do Dr. Souto. Sugiro buscar um médico desta linha (low carb) para te acompanhar.
      Obrigado pela visita! Saúde!

      Responder
  10. Felipe

    Olá perdi 55kg com dietas mais tradicionais e uso de muitos medicamento, há tempos venho procurando uma dieta mais sustentavel, para evitar o efeito sanfona, comecei hoje a dieta seguindo suas orientções e achei legal passar aqui pra te dar um feedback positivo sobre o site. Hoje só conseguido manter meu peso fazendo MUITO esforço nas dietas e tomando inibidores de apetite, remédios pra não absorver gordura etc (orlistat, sibutramina), espero que a dieta plaeo me ajude a longo prazo.

    Aproveitando, qual sua opinião sobre aeróbico em jejum (faço jejum intermitente), e uso de lactose na dieta?

    parabéns pelos resultados e pelo bom trabalho

    Responder

    1. Olá Felipe!
      Obrigado pelo Feed Back! O melhor do estilo de vida paleo é realmente no longo prazo… Parabéns… mantenha-se firme nas primeiras semanas, ao menos até que esteja lipo-adaptado. Aí sim, com o corpo “configurado” para usar sua gordura como combustível principal, pessoalmente, sempre rendi bem mais nos exercícios, mesmo em jejum. Lactose não é legal para emagrecimento e alguns desenvolvem inflamações e intolerâncias. Os exercícios HIIT, pra mim geraram bem mais resultados. Leia este artigo sobre eles (no final eu dou exemplos de programas HIIT de treinos curtos pra fazer na sua casa)…
      Abraço!

      Responder
  11. Angélica

    Prezado Márcio, tenho 54 anos e comecei a dieta paleo há 4 semanas, troquei tudo de casa já de imediato pois já havia tido um mega sucesso com a Dieta Dukan onde tinha emagrecido 20 kilos em 6 meses (2014), então cetogenica e jejum intermitente já eram meus conhecidos. Infelizmente o peso retornou em 1 ano e cá estou eu novamente tentando agora a Paleo. Não sei o que está ocorrendo pois nestas 4 semanas só detectei recentemente a perda de míseros 500 gramas 🙁 tirei meu delicioso leite desnatado com café e hoje só tomo o café puro pela manhã com ovos na forma de omelete com queijo e suas variações. Por vezes me sinto empanturrada como se fosse um balão de gás e não ando exagerando na alimentação…também ando sentindo minha pressão arterial cair com frequencia(ela já é baixa por natureza) dando a sensação que estou em pré-desmaio, mas não sinto fome, aliás, mesmo antes de iniciar a dieta, aos fins de semana, jejuns de 16-18 horas eram e ainda são bem comuns…e sentia a perda de peso de até 1 kilo num fim de semana…agora nem isso acontece…O que deve estar acontecendo? Seria queijo demais, mesmo os gordos? é o unico laticinio que tem entrado diariamente em quase todas as 3 refeições. Não consumo embutidos (presunto e outros). Se você puder me ajudar, agradeço. Um forte abraço.

    Responder

    1. Olá Angélica… Você tirou medidas? Ou apenas se pesou? Mas, se não se sente bem, é melhor buscar um acompanhamento médico dentro desta linha (paleo low carb)… É bom que ele irá investigar os níveis hormonais, por exemplo. Sugiro que verifique esta lista de profissionais. Um abraço e obrigado pela visita!

      Responder
  12. Bárbara

    Olá Márcio!

    Adorei o artigo, porém vi algumas sugestões de cardápio com presunto e bacon que contém nitratos de sódio e são processados. Isto não deveria ser excluído da dieta paleo?

    Responder

    1. Olá Bárbara! Sim… apesar de low carb, as versões industrializadas desses alimentos não são “Paleo”. Porém, há versões artesanais que se encaixam bem na dieta e não contém os “aditivos” industrializados. Aqui na minha cidade, há uma feira de domingo com uma banca de defumados artesanais com produtos excelentes. Obrigado pelo comentário!

      Responder
  13. Niele Silva

    Parabéns ameeei seu post…Comecei na Low Carb ontem, e venci o dia tranquilamente, e agora sabendo o que realmente pode entrar na dieta fica bem mais fácil…valeeeeu!!! Hj com 98 kilos e obesidade mórbida, busco nesta dieta a solução pra este meu problema que me persegue desde a infância!
    Abs!

    Responder


  14. Betania

    Olá Marcio, e a respeito do sal nas comidas, usar ou não ?
    Adorei o artigo, obrigada desde já

    Responder
  15. Renata Lopes

    Boa tarde Márcio.

    Ainda não comecei a dieta..estou conhecendo hoje e achei seus artigos enquanto procurava informação.
    Gostei muito..tudo muito bem explicado.
    Obrigada pelas informações.
    Como vou iniciar ainda, você teria uma tabela ou um site que eu encontrasse a quantidade de carboidrato contido nos alimentos?

    Obrigada!

    Responder

  16. Vívian Lima

    Gostei bastante das informações e estou super animada pra começar mina mudança de vida através da alimentação!!! Gostaria de saber sua opinião sobre a tão falada água morna com limão em jejum…
    Realmente ajuda na perda de peso??? Obrigada!

    Responder

    1. Olá Vivian!
      Legal que tenha gostado e animado! Se você gosta da água com limão, vá em frente… Não que eu ache que ajude ou que seja necessário.
      O importante será a mudança nas suas refeições.
      Conte conosco! Sucesso!

      Responder

    1. Olá Helen!
      Depende muito de cada um. Se estiver fazendo tudo certinho, em 3 ou 4 dias a balança já acusa (o início é mais perda da retenção de água, mas já dá uma animada!).

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *